• (11) 4032-7768 / 4032-8473

Promoção

ALGUNS DE NOSSOS SERVIÇOS

Dicas sobre Ar Condicionado e Direção Hidráulica


Kits de Ar Condicionado e Direção Hidráulica

Kits Direção Hidráulica

Causas da falta de manutenção do Ar Condicionado Automotivo

Como saber se o ar está a funcionar corretamente?

Para fazer uma viagem de carro tranquila, é necessário que o seu carro esteja equipado com todo o tipo de acessórios que lhe garantem o máximo conforto e bem-estar na estrada. É o caso do ar condicionado! Trata-se de um acessório essencial na constituição de um automóvel moderno e permite ao condutor encarar as filas de trânsito gigantescas com a maior descontração possível. O ar condicionado é também um aliado contra as altas ou baixas temperaturas, na medida em que refrigera o ar, tornando-o muito mais agradável. Conheça todas as vantagens do ar condicionado e garanta a refrigeração correta para o seu carro. Só assim beneficiará de uma viagem cómoda e relaxada. Descubra se o ar condicionado do seu carro está a funcionar na perfeição.

O ar condicionado do carro, o que é?

O ar condicionado é o processo de tratamento de ar destinado a controlar simultaneamente a temperatura, a humidade, a limpeza e a distribuição de ar de um determinado meio envolvente. Muitas pessoas confundem erradamente o conceito de ar condicionado com o de sistema de ventilação. Nos sistemas de ventilação não existe nenhum controlo sobre as variáveis da temperatura, humidade e limpeza, ao passo que no ar condicionado existe um processo mecânico de refrigeração e/ou aquecimento. O ar condicionado é um dos extras mais valiosos e eficientes de um automóvel. Além de manter o seu ritmo cardíaco constante, permite retirar o máximo proveito do seu carro e das suas viagens!

Como funciona o ar condicionado num automóvel?

O ar condicionado de um carro tem um funcionamento muito simples e prático. Dentro do painel do automóvel, nomeadamente na caixa-de-ar, existe um ventilador que aspira o ar externo e que depois o encaminha para o interior do veículo. Esse ar encontra-se sob uma determinada temperatura e, como tal, é necessário arrefecer/aquecer esse calor/frio de modo a climatizar o habitáculo do automóvel. O ar que sai das aletas de ventilação do painel do seu carro passa sempre por este processo. É graças à comunhão de todos os seus elementos que a temperatura ambiente do automóvel fica agradável, o que lhe permite poupar muito dinheiro nas viagens de carro.

O sistema de ar condicionado do carro

Para conhecer o funcionamento do ar condicionado e saber se o mesmo está a refrigerar nas devidas proporções, é obrigatório conhecer a sua composição. Os elementos constituintes do ar condicionado são:

O Compressor
É o componente do ar condicionado que prensa o gás refrigerante, fazendo-o circular por todo o sistema, o que pode conduzir a um aumento do consumo de combustível. Provoca o desenvolvimento da temperatura do gás refrigerante (0º a 70º C);

O Condensador
O condensador converte o refrigerante gasoso em líquido (aproximadamente 55ºC). É muito eficiente e apresenta um peso muito baixo, proporcionando uma alta performance no sistema de ar condicionado. É frequente existir uma anomalia no condensador quando não é detetado nenhum ar frio e, dessa forma, é necessário substituir as palhetas. Só assim consegue poupar combustível e verificar se se trata de uma fuga;

O Filtro de secagem
O filtro de secagem tem a faculdade de reter as impurezas sólidas (as partículas ou poeiras), de absorver a humidade e manter a reserva de gás refrigerante no estado líquido. Deve ser substituído cada vez que o sistema de ar condicionado é aberto;

A Válvula de expansão
A válvula de expansão converte o líquido refrigerante em gás e gere a passagem do gás do lado das pressões altas para as pressões baixas, o que faz com que a temperatura fica sempre próxima do zero. É necessário substituir a válvula de expansão quando existem muitas partículas que impedem a eficácia da válvula de expansão;

O Evaporador
O evaporador é leve, tem um tanque circular e apresenta um alto desempenho, pois absorve o calor do ar, condensa a humidade e drena a água condensada. Quando não se verifica a passagem de ar frio, isso pode querer dizer que as palhetas do evaporador estão entupidas e é necessária a sua substituição. Ao conhecer as componentes e as funcionalidades do ar condicionado tem um conhecimento real das capacidades do seu automóvel e, dessa forma, conseguirá poupar muito dinheiro na sua manutenção.

Ao que se deve dar atenção?

Os sistemas de climatização desempenham um papel decisivo na segurança de condução de um automóvel e no conforto dos seus passageiros. Para o bom funcionamento do ar condicionado de um carro, é necessária uma vistoria de dois em dois anos ou quando o seu automóvel percorre 40.000 km. É fundamental fazer uma revisão ao automóvel, de modo a verificar se a pressão do gás está exata e se o filtro do habitáculo está a ventilar corretamente o interior do seu veículo.

Para que o ar condicionado esteja nas perfeitas condições, deve ter em atenção alguns aspetos:

Os odores:
Se surgir algum mau cheiro proveniente do ventilador isso deve-se à presença de partículas que entopem o condensador. Insetos, sacos de plástico e folhas de árvores poderão impedir o ar de passar pelo condensador. Este deve ser limpo com um solvente para que o ar condicionado tenha um bom desempenho;

A temperatura do veículo:
Antes de ligar o ar condicionado é necessário arejar o interior do seu veículo para que possa sair o calor acumulado no mesmo. No tejadilho do habitáculo de um carro a temperatura pode atingir 70ºC. Ligar o ar condicionado quando o seu carro apresenta estas temperaturas poderá constituir um risco para a sua saúde. Um pormenor interessante e importante é quando a temperatura exterior de um automóvel atinge menos de 3º C negativos, o compressor pode ficar danificado. Para que tal não suceda, desligue-o imediatamente;

O gás refrigerante:
Deve ligar o ar condicionado de um carro regularmente, pois assim evita a falta de lubrificação no compressor. Se o seu automóvel estiver parado há muito tempo, corre o risco de perder o gás refrigerante e, depois, é necessário recarregá-lo;

As saídas de ventilação:
Não tape nem obstrua as saídas de ventilação. Um erro comum é colocar os suportes dos telemóveis em frente às saídas de ventilação, assim o ar condicionado não tem potência para produzir o efeito desejado;

A limpeza do automóvel:
Na limpeza do seu veículo não aponte o jato de água para a zona que se encontra por baixo do para-brisas, isso pode danificar o filtro do habitáculo e terá que o substituir. Deve também retirar todas as folhas das árvores acumuladas nas entradas de ar do seu veículo para que consiga ter uma respiração saudável;

O para-brisas interior embaciado:
Quando entra no seu automóvel e constata que o interior do mesmo está embaciado, sem qualquer razão aparente, isso pode significar alguma fuga na refrigeração do ar condicionado do carro, deve recorrer imediatamente a um especialista.

Estes são alguns sintomas que lhe indicam que o ar condicionado pode não estar a funcionar da forma como é suposto. Como tal, deve levar o seu automóvel a um especialista para que seja corrigida a respetiva anomalia.

O ar condicionado é uma inovação a que ninguém fica indiferente, pois é uma vantagem para o automóvel e um benefício enorme para todos os condutores. Com a comodidade que o ar condicionado oferece, as viagens de carro são verdadeiros passeios de recreação.

Doenças Respiratórias

Mal Funcionamento do sistema de refrigeracão

Produção de Odores desagradáveis como: cigarro, mofo, poeira, etc..

Perda de potência do motor

Produção de Fungos e Bactérias

Parceiros